terça-feira, 15 de março de 2011

NA LÍBIA COM KADAFI

Em 2009 estive em Sirte, cidade natal de Kadafi, para cobrir a reunião de cúpula da União Africana.

A Líbia ocupava a presidência rotativa e Kadafi era o anfitrião do encontro.

Fiz as fotos de dentro do cercadinho da imprensa.

Enquanto as autoridades africanas não chegavam, ele fazia hora.

Bocejava.
Olhava para o sapato.
Levantava-se quando um chefe de Estado vinha em sua direção.
Posava para as fotos oficiais.

Não sei o nome de todos.



Mas aí está o Robert Mugabe, do Zimbábue.



Mais uma espera pela nova leva de autoridades.

Kadafi também leva chá de cadeira.
Com Abdelaziz Bouteflika, presidente da Argélia.
Com Ellen Johnson Sirleaf, da Libéria, primeira - e única até agora - mulher a presidir um país africano.

Com Lula, convidado de honra para a cúpula da União Africana.
E com Nuri al-Mismari, ex-chefe do protocolo de Kadafi.

Nuri al-Mismari foi companheiro de golpe de Kadafi, confidente e figura chave na Líbia nos últimos 40 anos.

No ano passado, foi fazer uma cirurgia na França e não voltou.

O governo da Líbia pediu a extradição de Mismari, que chegou a ser preso.

Enquanto o juiz encarregado do caso pedia mais informações ao governo líbio antes de julgar o caso, Mismari renunciou ao cargo e pediu asilo político.

Nuri al-Mismari está solto e é figura frequente em programas de entrevistas analisando a crise na Líbia.




Nenhum comentário: